quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A FIDELIDADE NASCE COM O AMOR

Nesse tempo em que somos posto a prova se verdadeiramente somos fiéis, veio essa palavra de encontro, e me levou a refletir sobre a infidelidade que muitas vezes habitava e hoje ainda habita, no coração do próprio povo que se chama pelo nome do Senhor.


Texto Bíblico: Oséias 1.2: "Quando o Senhor Deus falou pela primeira vez por meio de Oséias ao povo de Israel, ele disse a Oséias: Vá e case com uma prostituta de um templo pagão; os filhos que nascerem serão filhos de uma prostituta. Pois o povo de Israel agiu como uma prostituta: eles foram infiéis e me abandonaram."

Reflexão: Todas as vezes que leio este versículo, fico pensando no pedido de Deus a Oséias. O Senhor pediu que ele se casasse com uma prostituta, que tivesse filhos com ela, para que ele compreendesse o que era ter comunhão com um povo infiel. É impressionante a percepção de Deus da infidelidade que habitava no coração de Israel. Um povo que sempre prometia fazer d'Ele o Senhor de sua vida; que o adorariam com fidelidade, entretanto, com o passar do tempo, agiram como uma prostituta que recebe em sua cama homens para satisfazer seu prazer carnal. É simplesmente inconcebível para Deus esta infidelidade, porque fere o principio maior da nossa relação com Ele: "Não terás outros deuses sobre mim". Nos tornamos como prostitutas, quando infielmente, vamos trocando a nossa fidelidade ao Senhor por outras coisas, pessoas e prazeres. Quando abandonamos a nossa adoração, apenas para satisfazer nossos prazeres mais banais. Nos tornamos como prostitutas quando, negando o senhorio d'Ele sobre a nossa vida, andamos como se não tivéssemos Senhor, satisfazendo a vontade dos muitos senhores que comandam a nossa existência. O povo de Israel fez isso e nós todos os dias, quando negamos a sua autoridade sobre a nossa vida, fazemos também. O Senhor nos chama a uma vida abundante em Cristo Jesus e não uma pequena, pobre e sem nenhuma alegria verdadeira, apenas satisfações momentâneas de uma vida sem Deus. Se estivermos vivendo uma vida desta forma, precisamos mudar urgentemente, pois os princípios eternos que devem sustentar nossa vida não podem ser negligenciados por causa de prazeres efêmeros e passageiros. A graça que o Senhor nos concede, parte do princípio de que tenhamos comunhão com Jesus. Não há como recebe-la se não confiarmos a nossa vida em suas mãos. A nossa fidelidade deve ter como princípio a fidelidade do Senhor para conosco, pois mesmo sendo infiéis, Ele permanece fiel a sua natureza amorosa e misericordiosa. Assim, que a nossa fé seja baseado no amor, pois se amarmos a Jesus acima de todas as coisas, permaneceremos fieis ao seu senhorio.

Oração: Senhor querido, dá-nos sabedoria, firmeza e fé suficientes para perseverar na verdade que dirige a nossa vida. Que nunca sejamos infiéis a tua palavra, abandonando a verdade para viver os prazeres que o mundo nos oferece. É o que oramos em nome de Jesus. Amém!

Rev. Fred Souto

Maná do Senhor

Jackeline Matos

"Para publicar com voz de louvor, e compartilhar todas as Tuas maravilhas. Salmos 26:7 "