quarta-feira, 6 de julho de 2011

CRESCER JUNTO AS ÁGUAS

Hoje em meu devocional lendo o verso 7 de Jeremias 17, vejo como é abençoado o homem que confia no Senhor, ele não se receia com o calor, pois é como árvore, que está plantada junto a ribeiros.

Estava meditando nessa palavra e pensando que há pessoas nesse momento vivendo em sequidão, quase sem vida, algumas achando que estão "bem em pé" cheias de justiça, e não conseguem ver suas raízes, que estão a ponto de serem arrancadas. Há momentos em que perde-se a visão, e quando era para se estar a caminho da fonte de águas vivas, então, abrem-se e escolhe-se outros caminhos distorcidos, dos quais não foram os aprendidos no primeiro amor. Então começam a surgir as tentativas e apelações de se saciar essa sede, e as necessidades momentâneas, por planos e desejos que não foram estabelecidos por Deus. Assim tenta-se de diversas formas sugar com todas as suas forças as águas do reservatório daqueles que estão em busca de estarem a cada dia como as prudentes (Mt 25,4).

Não devemos temer as ameaças de seca, pois nossa luta não é contra a natureza, muito menos humana (Ef 6;12), mas sim contra aquele que jamais terá dessas águas. Sua rotina é maquinar o mal e sua cisterna é a mais suja que existe. Mas em todo tempo somos convidados pelo bom Deus, e podemos estar buscando em habitar junto aos rios de águas vivas, firmando nossas raízes e crendo Naquele que é Justo e Fiel.

E assim nasce uma nova canção no meu coração ...

Ah! eu desejo, como eu desejo
Estar plantada em Sua presença
Firmar minhas raízes e continuar crescendo
Recebendo de Ti Senhor
Minha vitalidade, minha provisão
Só Tu tens tudo que eu preciso

Quero crescer junto as águas
Quero estar plantada,
Junto aos Teus rios (Senhor)
Quero crescer junto a única fonte
Fonte de Águas vivas...
Que vem de Ti,

Se for preciso poda-me (Senhor)
Toca a planta no deserto (Senhor)
Tira a sequidão da minh'alma
Quero Te mostrar folhas verdes e vistosas
Sei que o joio não vai importar
Mas eu quero o bom fruto Te dar

Quero crescer junto as águas ...

Jackeline Matos