sexta-feira, 29 de julho de 2011

CAMINHE SOBRE AS ÁGUAS

Pai,

"Sobre as águas eu sei que você pode andar, mas sua fé parece ser tão pequena ou até mesmo parece não existir. eu sei que é sempre tão difícil estar com você, hoje te vejo olhando em sua volta, e tudo que consegues ver é mais e mais escuridão.


As ondas parecem ficar gigantes sobre você, os ventos contrários e incessantes não te deixam descansar. Vejo ainda você caminhando, meio perdido. Mas, ao menos tente sonhar, tente acreditar, pois nada pode contra uma inesgotável fé.

Eu sei em quem eu creio, e isso me faz insistir em estar aqui te cercando com meus olhos e minhas orações, você sabe, eu quero que você faça mais, sim, mais que apenas viver. Eu quero que você aprenda a andar com seus pés, ande sobre as águas sem medo de se afogar, e mesmo que os ventos te façam tremer, continue!

Olhe em meus olhos, ao menos uma vez, e acredite por favor, é real, segure em minhas mãos, e sinta que está tudo bem. Sim, as ondas tentam te desesperar, te fazem desacreditar, os ventos dizem mais alto ainda: "isso tudo é bobagem, você é fraco", mas segurança maior você pode ter, nas mãos do criador há força para seguir e não olhar para trás... ouça uma doce voz te dizendo: "Vem sem medo!"

Então, o que você tem a perder?  Eu sei que não é uma ilusão, eu sei que nossos sonhos são reais e quando tudo parecer tão frio e só, saiba que existem braços de amor que podem te fazem descansar.

Sim eu sei, ainda que você não consiga enxergar, deixa eu te abraçar... eu queria tanto te fazer entender e acreditar."


Jack